UM PEDIDO DE DESCULPAS E TUDO ESTARÁ BEM...

 

 

É muito comum entre nós agirmos uns com os outros e, muitas vezes, falarmos ou fazermos algo que faça o outro sentir-se, por assim dizer, magoado. E daí surge uma questão: quantas vezes pedimos, verbalmente ou em pensamento, desculpas por dia? Algumas pessoas vão responder um determinado número, outras vão dizer que não pensaram sobre isso, outras até vão responder que não tem o hábito de pedir desculpas. A grande questão que gostaria de levantar é que, alguns pedidos de desculpas fazem parte sim dos nossos relacionamentos, sejam eles: familiares, sociais e profissionais. Porém, inúmeras vezes, eles poderiam não ocorrer se dedicássemos mais tempo a perceber o outro como ser que sente emoções próprias de um jeito único. Mas, somos egoístas demais para isso e, ainda, acreditamos que um pedido de desculpas é suficiente para o outro dizer: está tudo bem. Uma grande ferramenta que temos para evitar alguns pedidos de desculpas se refere a nossa maneira de nos percebermos e nos respeitarmos como seres únicos, reconhecendo nossas potencialidades, nossas dificuldades, nossas feridas cicatrizadas, nossas feridas ainda abertas, aquilo que estamos aprendendo ou mesmo que precisamos aprender e, ainda, não tomamos esta iniciativa. Assim, ao nos percebermos agimos com amorosidade conosco e podemos agir desta forma com aqueles que nos cercam. Proponha-se a experimentar a deliciosa atitude de ser amoroso consigo mesmo, tenha mais paciência diante das dificuldades, exercite a humildade, busque a sabedoria, seja esperançoso, agradeça muitas vezes, aprenda a sorrir, seja menos impulsivo, valorize mais a sua essência, você observará que pedir desculpas não será mais comum na relação com seus pares.