Blog

Sobre

Indicação

Clínica

Contato

UM DIA DE CHUVA  Você já reparou num dia de chuva? Como normalmente ele vai se constituindo, ou se preferir, “se formando”? Pois bem, o céu vai se transformando... As nuvens que estavam unificadas num tom só de azul com detalhes em branco vão se tornando nuvens “pesadas” aos nossos olhos, uma cor em tom de cinza, olhar para o céu já não é tão agradável como antes, a sensação é de que uma escuridão se aproxima, principalmente quando a chuva vem acompanhada de uma tempestade. E tudo isso acontece num determinado período de tempo. Assim como há o tempo da chuva cair, há o tempo da chuva cessar. A nossa vida também, em muitos momentos, se apresenta aos nossos olhos como um dia de chuva. Por incrível que pareça, num dia de chuva nos apresentamos de maneira a encará-la, pegamos o guarda-chuva, o carro ou táxi e damos continuidade ao cumprimento de nossos compromissos, sejam eles profissionais ou pessoais. Muitas vezes, o encaramos reclamando ou mesmo “resmungando”, mas estamos lá de pé fazendo o que nos comprometemos a fazer. Em último caso, atrasamos, adiamos ou até desmarcamos, sempre estas opções como aquilo que nos restou a fazer. A reflexão que me ocorre é por que não apresentamos este comportamento quando a nossa vida está sendo como um dia de chuva? Por que sentimos muita dificuldade em encarar os momentos difíceis, esquecendo de como encaramos um dia de chuva? Por que recorremos ao erro de desejarmos resolver nosso problema rapidamente, sem análise e determinação alguma, sendo que o mesmo foi se instalando num determinado período de tempo assim como um dia de chuva? Parece-me que uma resposta possível a estes questionamentos seja o fato de não sermos, suficientemente, comprometidos com a nossa própria vida, com o nosso viver bem. Demonstramos uma falta de amor muito grande por nós mesmos, pois não encaramos nossos problemas de frente, de pé fazendo o que nos comprometemos a fazer quando nascemos que é ser feliz. Uma felicidade madura, consciente de que em tempos em tempos enfrentaremos dificuldades, mas que somos capazes de gerarmos dentro de nós a força e sabedoria necessárias para superarmos as crises. Isso não é utopia, é a busca de saber viver a vida como ela é... Não se trata de um conto de fadas ou de uma história qualquer com final feliz, trata-se do rumo que cada um de nós direciona a sua própria história de vida. Ame-se mais e busque dentro de você a motivação maior para viver bem que, com certeza, ao seu redor encontrará as ferramentas necessárias que você precisa para manter-se equilibrado diante dos dias de chuva que virão.